Como superar o medo de empreender?


superar o medo de empreender

Quando fiquei desempregada em 2016, não podia imaginar que tinha na veia sangue de empreendedora.  Na verdade, tive receio de encarar o empreendedorismo. Não conseguia pensar na minha vida sem a “segurança” de uma carteira assinada e sem o dinheiro certo na minha conta bancária todo fim do mês.  Mas então, o que fiz para superar o medo de empreender?

Neste post, você vai entender que o segredo para começar qualquer negócio é planejar tudo o que precisa. No meu caso, infelizmente, não deu tempo para eu pensar em todas as etapas com calma, pois precisei me virar para arcar com as minhas responsabilidades financeiras no final do mês. Entretanto, aprendi com o tempo que aos poucos poderia aperfeiçoar o meu negócio.

Portanto, para te ajudar em sua caminhada de empreendedor (a), preparei este post com algumas sugestões do que fiz e deu certo. Espero que essas dicas sirvam também para você. Confira! 

Invista no que mais gosta

Para superar o medo de empreender, você deve investir no que mais gosta. Vejo muitas pessoas perguntando em grupos de Facebook se vale a pena investir em uma área “x”. Tenho observado gente que se preocupa mais com o retorno financeiro do que com a realização profissional. Entretanto, penso que escolher uma área apenas porque dá dinheiro não é o ideal. 

Pois, como a vida do empreendedor não é nada fácil (boletos para pagar, impostos em geral, desafios com a gestão do negócio), quando você tiver que passar por qualquer obstáculo, terá muitas dificuldades para superá-lo. Portanto, descubra a sua verdadeira vocação e invista na área que você realmente ama.

Estude o mercado

Depois de descobrir a sua vocação, é hora de estudar o mercado. Veja quais são as novidades em relação ao seu negócio. Eu que sou jornalista graduada, sempre gostei de escrever para empresas e, não é a toa que pós-graduei em Gestão em Assessoria de Comunicação. No entanto, ao estudar o mercado da comunicação, quando fiquei desempregada, descobri por acaso, outra área que me apaixonei de verdade: o Marketing de Conteúdo.  E, então, resolvi me aprofundar mais sobre o assunto e investir neste campo de trabalho.

Pesquise sites e blogs que falam sobre a sua área

Pesquisei sites e blogs que abordavam temas da área de Marketing. E, ao ler um artigo aqui e outro ali, encontrei alguns canais voltados ao trabalho home office e a vida de freela. Ao perceber que a vida de freelancer tinha dado certo para algumas pessoas, observei os depoimentos dos profissionais e comecei a pensar na possibilidade de me arriscar na carreira de redatora freelancer e ter uma pequena agência voltada à produção de conteúdo.
 

Troque ideias com outros profissionais

Se você tem um colega de profissão ou um amigo que é mais atento ao mercado, converse com ele. Troque ideias, fale o que você pensa sobre o assunto e guarde as boas sugestões. Eu, por exemplo, conversei muito com uma amiga sobre as minhas descobertas e com o apoio recebido, tirei o meu CNPJ.

Assim, nasceu a Levone Assessoria e Marketing, um pequeno empreendimento voltado à assessoria de imprensa e produção de conteúdo para sites, blogs e redes sociais. Hoje, trabalho com produção de conteúdo para clientes de várias agências de marketing do País, produzo textos institucionais e para redes sociais.

Também criei o blog “Empreender Depois dos 30”. Vejo este canal como uma oportunidade de construir o meu portfólio, mas ao mesmo tempo ajudar as pessoas que desejam empreender. Também vejo o blog como uma grande oportunidade de negócio.

Faça cursos na sua área

Com o CNPJ na mão, é hora de procurar por alguns cursos rápidos na área. Fiz e ainda faço várias capacitações. Este ano, economizei tudo o que pude para ir ao maior evento de marketing e vendas da América Latina, o RD Summit 2019, promovido pela Resultados Digitais. Quem trabalha na área de marketing não pode ficar parado e precisa aprender sempre!

E assim também é na sua área. Veja quais cursos você deve fazer para ter mais segurança em seu trabalho. Se você trabalha com moda, aprenda como divulgar as suas peças no Instagram, que é uma excelente ferramenta para os negócios. Se produz doces, faça cursos que ajudam a aperfeiçoar a sua técnica. Pense sempre em oferecer um produto de qualidade para seu cliente.

Divulgue o seu negócio

Você deve sempre divulgar o seu trabalho. Mas aqui, chamo a atenção para que faça um plano de marketing. Cada empresa tem o que chamamos de persona, que é a representação fictícia do cliente ideal do negócio.  A persona é baseada em dados reais e mostra o comportamento e as características dos clientes, assim como as suas histórias pessoais, motivações, objetivos, preocupações e desafios.

Então, você pode até estudar seu concorrente, observar o que dá certo para ele em relação a divulgação dos serviços ou produtos, e analisar se vale a pena você investir em uma estratégia de marketing parecida, mas copiar a estratégia, não! Além de mostrar que você não tem criatividade, copiar a ideia do concorrente não te renderá bons negócios.

Tenha bons fornecedores

Conte com bons fornecedores para que o seu empreendimento dê certo. Para isso, faça uma pesquisa na Internet e veja se realmente vale a pena contratar o fornecedor. No site e nas redes sociais você pode encontrar muita informação sobre a empresa ou o profissional em questão. Outra dica é buscar informações no site reclame aqui, para saber a opinião das pessoas em relação à empresa que irá fornecer os produtos que você precisa.

Viu como é fácil superar o medo de empreender? Com planejamento, você terá mais segurança para abrir o seu próprio negócio! 

Quer ler mais artigos como este? Acesse o nosso próximo post e veja 5 principais características do perfil empreendedor! 






Você Pode Gostar Deste Artigo

0 comentários